12 de nov de 2010

Eu e Deus: A importância da experiência pessoal - Rodrigo Arrais

Mais uma vez meu querido Pr. Rodrigo, me presenteou com um de seus livros, com o qual fui extremamente abençoada.

O livro fala da necessidade de termos um verdadeiro encontro com Deus; encontro este, de experiência sobrenatural realmente.

Fala da diferença existente entre o conhecimento sobre Deus e a experiência com Ele. Que o conhecimento de Deus deve ser buscado de forma perseverante.

Eu e Deus nos exorta a sermos fiéis, corajosos; a vivenciarmos o evangelho vivo e transformador. Nele, há um Deus presente, vivo e manifesto pela fé simples e prática, movida pelo Espírito Santo e Poder de Deus.

Convida-nos a  nos entregarmos sem reservas, para que Deus um dia Se revele a nós. E para isto é preciso deixar de racionalizar a Deus, de tentar entendê-lo por meio do intelecto, e  procurar buscar o que há de divino, sobrenatural, maravilhoso e santo nEle.

Nos mostra a revelação de Deus na natureza, em nossa consciência, nas escrituras, em Jesus e em nós próprios, numa experiência pessoal nossa; de um andar diário com Deus.

Já tive várias experiências com Deus, digo sempre que Ele tem se manifestado a mim de várias maneiras, ao longo de minha caminhada espiritual. Mas o livro Eu e Deus causou em mim a sublime vontade de ter uma experiência sobrenatural com Deus, uma experiência que sei que ainda não tive e vou certamente buscá-la, tê-la.

23 de set de 2010

Movimento #ForaRoseanaSarney

Ao longo da história houve no Brasil e no mundo vários movimentos estudantis com várias reinvidicações diferentes: contra a opressão militar e ditatorial; mudança de regime político; por melhorias no ensino; por meia passagem; meia entrada nos cinemas; por respeito e dignidade.

No Brasil já houve movimento estudantil até com o objetivo de impedir o Presidente da República e ter sua retirada do poder, com total sucesso.

Confesso que pensei que não veria mais algo assim, sentia o povo acomodado em sua comodidade, se é que me entendem...

Foi quando me surpreendi com o movimento #ForaRoseanaSarney.

O usuário @yurisalmeida, iniciou o movimento, pois como ele mesmo diz, está "cansado de tanto escândalo do grupo que domina o Maranhão há mais de 40 anos e ninguém faz nada; num basta, resolvi gritar, no Twitter, um #ForaRoseanaSarney".

O #ForaRoseanaSarney é um movimento que começou na internet e embora tenha sido ignorado pela imprensa local, tomou as ruas não só de São Luís, mas de todo o Maranhão. Mobilizando um número expressivo de pessoas, visto que é crescente a insatisfação do povo diante dos problemas e deficiências da administração do Estado. Foi um verdadeiro "ACORDA POVO"!

Vários movimentos jovens e estudantis, com suas reivindicações, protestos e manifestações, já influenciaram significativamente os rumos da política nacional; meu desejo é que isto se repita em nosso Estado, pois o povo mostra-se extremamente insatisfeito.

Na sociedade Maranhense é comum o sentimento de insatisfação e opressão, no entanto, não é comum a disposição do povo de lutar por seus ideais; por isso regozijo-me ao vivenciar o movimento #ForaRoseanaSarney.

Como consta em nossa Carta Magna " Todo o poder emana do povo", e os movimentos jovens tem força notória em nossa história, desta forma a vontade do povo será feita no dia 03 de outubro. 

O vídeo abaixo mostra qual é a vontade do povo, a qual resume-se na hastag #ForaRoseanaSarney.


23 de ago de 2010

É interessante

É engraçado como para uns, o pouco é muito; e para outros, o muito é pouco.

Um viva às diferenças e diversidades!

É interessante como os conceitos variam; não falo da variação de acordo com o objeto, falo da variação de acordo com a mente em que os conceitos se desenvolvem.

E é exatamente isto que torna o mundo mais belo ou mais feio. Vai depender da ótica. Vejam só, isto é outra diferença e diversidade!

É interessante também como algumas dores só doem por que nós queremos que elas doam. Por que ficamos a fazer indagações e considerações.

Mas se simplesmente deixarmos de pensar elas param de doer. É por isso que dizem que o tempo cura tudo, é um bom remédio; e certas dores só passam com o tempo.

O ser humano tem tendência ao auto flagelo. Fica-se pensando em algo insistentemente, sem poder controlar (daí surgem as preocupações, sofrimentos, ansiedades, angústias) mas tentando controlar; e quando finalmente consegue-se o controle; pronto! Para de doer.

É interessante também quando chega um momento na vida da gente, em que temos que mudar, mudar de pensamento, de postura, de planos, de vida....

Por que às vezes não se quer mudar, mas tem-se que mudar mesmo não querendo. E temos que querer o que não queríamos...

Ou fica-se procurando um bom motivo para continuar a caminhar quando surgem as diferenças, as dores e as mudanças.

Eu sempre tive bons motivos e hoje como serva de Deus, eu tenho a Jesus como um novo e principal motivo.

Motivo.... também isto é bastante interessante.

26 de jul de 2010

Testemunho da ovelha encontrada - Marcia Rodrigues

É com imensurável prazer que compartilho aqui em meu blog, o meu testemunho, escrito no dia 22 de julho, para o Blog Word of the cross:


Eu vivia neste mundo como ovelha perdida. Vivia uma vida segundo meus próprios preceitos, segundo meu próprio entendimento.

Nunca fui de fazer o mal, muito pelo contrário, mas também não fazia o correto aos olhos do Pai. Vivia uma vida desregrada, na prática de pecados: desonrava meus pais, sedia aos prazeres carnais, mentia para me sair das situações incômodas, destruía meu corpo - Templo do Espírito Santo – fumando. Eu ia levando a vida mesmo sem ver algum sentido em tudo aquilo.

Por várias vezes senti o chamado de Deus e ficava estimulada a ir ao seu encontro; mas eu nada fazia, era como se algo me prendesse.

Então, movido por seu infinito amor e misericórdia, Deus, me buscou para junto de si. “Porque assim diz o Senhor Deus: Eis que eu mesmo procurarei as minhas ovelhas e as buscarei” (Ezequiel 34:11).

Deus colocou o Yuri Almeida em minha vida, fez dele uma bênção para mim, pois o Yuri me falou do amor de Deus. Aos poucos fui conhecendo a Deus e me entregando a Ele. Percebi que Deus tinha um propósito para mim e o Yuri como um casal cristão, e por isso Ele nos uniu.

Descobri que tudo o que eu sempre chamei de imoral ou ilegal, Deus chama de pecado. Percebi que eu procurava justificar meus erros/pecados com argumentos vãos, para que eu continuasse a praticá-los, por que o pecado dá prazer e é difícil nos livrarmos dele.

Fui liberta do pecado pela graça de Deus (Rm 6:14); hoje sei que convém que o Senhor cresça e eu diminua.

Despojei-me da velha Marcia; hoje sou como um vaso de barro nas mãos do oleiro, que é Jesus.

Deus fez e ainda está fazendo maravilhas em minha vida!

De forma sobrenatural parei de fumar; consagrei-me ao meu Deus separando-me do pecado; as vendas dos meus olhos caíram e agora consigo entender as palavras e a vontade de Deus; sinto prazer em seguir os preceitos de meu Pai; assumi um compromisso com Ele; minha vida se encheu de bênçãos.

Escolhi a Jesus por que ele escolheu a mim primeiro, me honrou de maneira inigualável.

O meu desejo é honrá-lo por toda a minha vida.

Orgulho-me do que me tornei: filha de Deus Altíssimo!

Hoje sou muito mais feliz, em Cristo Jesus!

Desejo, em nome de Jesus, que muito mais vidas sejam alcançadas!

21 de jul de 2010

Uma boa notícia finalmente para o Maranhão!

No último domingo, surpreendi-me com uma notícia que se destacava, entre tantas as informações negativas, divulgadas sobre o Maranhão. O Ipea comprovou a redução da pobreza no Maranhão durante o Governo Zé Reinaldo.

Lembro de que, boa parte da minha infância, ouvi os mais velhos diante do Jornal Nacional comentando: “Quando o Maranhão aparece na Globo é sempre notícia ruim”. Desta vez a informação era a melhor que um cidadão maranhense, envergonhado diante de tantas tragédias divulgadas com o nome de nosso Estado, podia receber. Especialmente para os que, como eu, defendem a Justiça Social e têm esperança em um futuro com mais dignidade para os filhos que eu pretendo ter e os filhos e netos dos menos favorecidos.

O estudo do Ipea revelou que os índices de pobreza absoluta e pobreza extrema do Maranhão foram reduzidos durante os cinco anos de governo do doutor José Reinaldo Tavares. O período de 2003 a 2008 foi o que registrou a mais intensa redução da pobreza absoluta. Segundo a matéria, em 1995 - período referente aos governos de Edison Lobão e Roseana Sarney - o Maranhão tinha a maior taxa de pobreza absoluta 77,8% seguido por Piauí com 75,7% e Ceará com 70,3%.

Também no período entre 2001 e 2006, o Maranhão ficou entre os três estados da federação com maior ritmo de expansão do PIB per capita: Tocantins (9,2%), Distrito Federal (6,5%) e Maranhão (6,2%), segundo o Ipea. No caso da taxa de pobreza extrema (rendimento médio domiciliar per capita de até um quarto de salário mínimo mensal), observa-se um contingente de 12,1 milhões de brasileiros a superar essa condição, o que possibilitou reduzir em 49,8% a taxa nacional dessa categoria de pobreza, de 20,9%, em 1995, para 10,5%, em 2008.

Esse tipo de resultado nos faz pensar que é possível voltar a sonhar com um Maranhão melhor, com cidadãos que, sem tanta vulnerabilidade social, possam decidir seus destinos nas urnas, com consciência e não sob o desespero da fome e da miséria,

15 de jul de 2010

Peregrinos em Terra Estranha – Rodrigo Arrais

Ganhei o livro Peregrinos em Terra Estranha das mãos do próprio autor, Pr. Rodrigo Arrais, porque me mostrei interessada em seus livros, assim como em todos aqueles que ele comenta nos cultos de nossa igreja - IBA.

Ao entregar-me o livro, com dedicatória e tudo, o Pr. Rodrigo, disse-me que gostaria de saber a minha opinião ao termino da leitura.

Eis aqui minhas impressões:

Em Peregrinos em Terra Estranha, o Pr. Rodrigo nos lembra que somos peregrinos de Sião e que esta Terra é uma terra estranha para nós.

Incita-nos a termos um coração de peregrino, e a não nos deixarmos contagiar com a cultura deste mundo. Uma cultura que não é nossa.

Mais ainda: nos exorta a procurarmos refletir em nossa personalidade as características e o caráter do povo de Sião.

Nos fala dentre outras coisas do sacerdócio real, do progresso da fé, de uma ética superior, de fazer o correto e não o mais fácil; e em seguir os passos de nosso mestre – Jesus. E que, assim, experimentaremos a realidade sobrenatural da fé.

O que o livro fala sobre o reino de Deus é magnífico!

A maioria das pessoas pensa que o reino de Deus está no futuro e não se atenta para o fato de o reino de Deus existir desde sempre.

O reino de Deus ainda está aqui - e sempre estará. Basta percebermos isto e vivermos como súditos leais.

Eu não sabia o que iria encontrar ao abrir as páginas de Peregrinos em Terra Estranha, e ao longo da leitura, em cada capítulo, tive uma bela surpresa.

Deparei-me com uma obra escrita de forma clara, rica e surpreendente.

O assunto não me era totalmente estranho, mas a abordagem é muito nova para mim. Realmente, uma visão de peregrino.

Vai a dica: É um daqueles livros que merecem releituras!

19 de jun de 2010

São Luís, amada cidade feia e suja

Esta semana, ao trabalhar na rota fazendo meu serviço de sempre, me peguei observando bem mais que os endereços pelas ruas e avenidas de São Luís.

Observei tudo como se fosse a primeira vez, e me perdi em meus devaneios, constatando e pensando coisas.

Constatei que a cidade de São Luís nada tem de maravilhosa, é uma cidade feia, suja e sem a mínima infraestrutura.

Se há alguém que discorda, olhe e perceba!

As ruas esburacadas; os esgotos estourados; no lugar de calçadas, mato e terra; sujeira por todas as ruas; no lugar de casas, palafitas.

Pensei que olhando como se estivéssemos de fora, o que parece é que a cidade não tem um administrador, um governo. Pois é tudo ao Deus dará!

E sabendo dos problemas que não se vê passando nas ruas, como a falta d’água, a falta de tratamento de lixo e esgoto, a saúde precária e até a falta de áreas verdes para lazer (uma vez me perguntei por que os parques ambientais daqui são só uns cercados mal cuidados. Será que o único que presta é o da Vale?); pensei que olhando como moradora seja extremamente vergonhoso.

A verdade em que meu rio de pensamentos desembocou foi a de que nosso voto não é arma coisa nenhuma. Que seja quem for o governante não faz nada para mudar este cenário hediondo e que só nos resta ficar conformados ou revoltados com nossa triste realidade.

Isto por que em trinta e poucos anos houve algumas mudanças em São Luís, mas nada relacionado ao citado a cima. Criaram-se shoppings, litorânea, lagoa, mas o esgoto ainda corre a céu aberto em todos estes lugares.

Como alguém pode ter como primordial o lazer em detrimento da saúde e infraestrutura? Assim são os nossos governantes!

Penso que deveriam preocupar-se primeiro com as obras de primeira necessidade: infraestrutura, saúde, água e luz para todos e etc.

São Luís é minha cidade; nasci, cresci e pretendo continuar morando aqui, mas meus olhos a veem deste jeito. Apenas o meu eu lírico vê São Luís como na foto deste post.

Com tudo isso, talvez a minha maior descoberta tenho sido a de que sou capaz de afeiçoar-me ao feio e ao sujo.

16 de jun de 2010

Primeiro Salão de Artes Plásticas de São Luís

Em maio deste ano foi aberto o Primeiro Salão de Artes Plásticas de São Luís, que funcionará até dia 25 de junho.

Bela iniciativa! Oportunidade de revelar velhos e novos nomes da arte plástica no Maranhão.

Um verdadeiro pontapé na Cultura ludovicense, com direito a conferência de arte contemporânea e tudo; a ser realizada nesta sexta-feira, dia 18 de junho, às 17h.

Participam da conferência o crítico Thiago Mesquita (SP) e o artista plástico José Patrício (PE).

Torço para que venha a ser no mínimo, uma espécie de ruptura com as artes tradicionais e uma abertura às novas linguagens artísticas.

Que o Primeiro Salão de Artes Plásticas de São Luís venha incitar novas gerações de artistas e de público.

Lifehouse - Everything

Este vídeo - Lifehouse - Everything - me foi enviado no momento certo, e me tocou...

Deus usou inúmeras pessoas para chegar a mim. Já testemunhei muitos milagres, principalmente em minha própria vida.

Assistam até o final e irão se surpreender.



Perfeito! Este vídeo ilustra com excelência como um pecado leva ao outro; como nos deixamos levar pelas circunstâncias, aí quando percebemos já fomos longe, bem longe.

Mas não importa quão longe fomos, se quisermos podemos corrigir nossos erros.

É uma questão de escolha. Jesus já fez sua escolha, e foi por nós. Só nos resta fazermos a nossa escolha.

Escolher a Jesus!

15 de jun de 2010

Copa do Mundo, torneio mundial de futebol masculino

Não sou amante de futebol, torço pelo flamengo só para ter por quem torcer nos campeonatos brasileiros, mas nem assisto aos jogos, heheh. E é claro, torço pelo Brasil na Copa do Mundo, assistindo aos jogos sempre que posso.

Como em todo lugar só se fala em Copa do Mundo, e principalmente hoje, dia de jogo do Brasil, fiquei tentada a escrever um poco a respeito.

Já fui uma daquelas pessoas que acham futebol e Copa do Mundo um grande besteirol. Não entendia aquele bando de homens correndo atrás de uma bola para colocá-la num determinado lugar e gritar: Gooooool!!!.

Hoje porém, tenho conceitos totalmente diferentes de outrora.

Vejo o futebol como um belo esporte, muito embora para alguns seja uma espécie de super prêmio da mega-sena. E acredito sinceramente na Copa do Mundo como uma oportunidade de interação entre as nações.

Não se trata só de competição; é bem mais que isto. É oportunidade de conhecimento, de influências recíprocas; é momento de harmonia entre os povos.

A Copa é um evento de proporções gigantescas. Como é esperado, o mundo inteiro se mobiliza para ver os jogos; a mídia de todos os paízes se volta para o país sede.

Vinte anos após a segregação racial, a Africa do Sul sedia uma Copa do Mundo. É a primeira vez que o continente africano sedia uma Copa.

Torço para que o evento traga efeitos positivos na economia, turismo, infra-estrutura; no cenário social como um todo, pois reconheço ali um exemplo de extrema superação.

Hoje às 15h:30min é o primeiro jogo do Brasil pela Copa: Brasil x Coréia do Norte.

Sou brasileira com muito orgulho e com muito amor, e hoje é um daqueles dias que eu posso e vou assistir ao jogo.

Quem sabe este não será o HEXA e de quebra ainda vamos trazer a Chuteira de ouro, a Bola de ouro e o prêmio Yashin - prêmios de melhor artilheiro, melhor jogador e melhor goleiro, hhihi. A esperança não morre!

Bom jogo e boa Copa!

14 de jun de 2010

O Mundo de Sofia - Jostein Gaarder

O Mundo de Sofia é uma envolvente viagem pela história da filosofia.


Jostein Gaarder escreve de forma talentosa este romance; com linguagem voltada para adolescentes, visando uma maneira menos enfadonha de ministrar lições de filosofia.


A obra leva o leitor a conhecer vida e teorias de gênios como Demócrito, Darwin, Sócrates, Platão, Aristóteles, Tomás de Aquino, René Descartes, Spinoza, Marx, Hegel e outros.


Sofia, uma estudante de 14 anos, é a personagem principal e tem, logo no início do livro, a vida transformada por correspondências anônimas.


Por meio dessa comunicação misteriosa, Sofia se torna estudante de filosofia, e é estimulada pelo filósofo Alberto Knox a fazer indagações a respeito de tudo, procurando entender o mundo em que vive.


De forma extremamente didática, o autor aborda as questões existênciais estudadas pelos maiores pensadores de todos os tempos: Deus, Universo, Homem, Sociedade.


Ao final o autor faz com que os personagens tomem consciência de sua condição de pensonagens do livro O Mundo de Sofia, que foi dado de presente à jovem Hilde. Então Sofia e Alberto são capazes de transpor os limites de sua própria realidade.


Deveras, em O Mundo de Sofia, aprende-se filosofia de uma forma prazerosa, sem nem se dar conta. É uma leitura gostosa e de fácil compreensão, o enredo envolve de uma forma incomum para um livro sobre filosofia; atiça a curiosidade e produz uma sede de conhecimento.


O Mundo de Sofia é realmente uma obra misteriosa, envolvente e fascinate!

13 de jun de 2010

Casamento honrado por Jesus


Ai, ai... o casamento!

O casamento tem como objeto primordial a união legítima de um homem e uma mulher. O casamento tem origem divina - Gn 1:27 e 2:18-24.

Jesus quando na Terra honrou uma festa de casamento com sua presença (João 2:1-12) e hoje vivo para que isto aconteça em meu casamento com o Yuri Almeida.

Homem e mulher se unirão e passarão a ser uma só carne, por meio de uma aliança eterna feita diante de Deus.

Sei que sou a varoa daquele varão. Deus nos fez um para o outro e providenciou nosso encontro. 

Sei que nossa união é segundo a vontade de Deus, e me orgulho muito disto. Amo saber que faço parte de algo tão lindo! 

Jesus é o convidado de honra de meu casamento, e creio que Ele estará presente; temos vivido para isto. Porque a palavra de Deus diz: "se ouvires a voz de Deus e guardares os seus mandamentos, Ele te exaltará e te honrará".

Serei aquela que lhe auxilia e lhe corresponde, meu amado!

24 de mai de 2010

Vide Direito em novo endereço

Este post é para avisar a todos que por motivo de força maior o Vide Direito está com novo endereço: http://videdireito.blogspot.com/

Estamos em processo de transição mas você já pode acessar e ainda terá novidades.

Como já é sabido de alguns, no Vide Direito, você encontra ensaios jurídicos, notícias, entrevistas, opiniões e tudo mais sobre o Direito.

Acesse, comente, assine o feeds ... 

Grata pelo carinho e compreensão de todos!

23 de abr de 2010

Do Professor ao Educador

Acredita-se que um professor, o Mestre, capacita-se continuamente; adquirindo conhecimento especializado para o bom desempenho de seu ofício.

Todo conhecimento do professor não deve se resumir apenas ao conteúdo ministrado; é dever do professor qualificar-se didaticamente, visando envolver o aluno nos assuntos trabalhados, despertando-lhes a atenção, interesse e curiosidade.

Além disto, espera-se que o professor seja uma pessoa de boa índole e de caráter firmado nos valores morais e éticos.

Celso Vasconcelos, famoso especialista pedagógico, afirma que o educador necessita demonstrar autoridade nos domínios: Intelectual, Ético, Profissional e Humano.

Hodiernamente, percebe-se uma enorme correria por melhor qualificação; em que o futuro profissional erra ao procurar capacitar-se apenas intelectual e profissionalmente.

A grande maioria esquece-se do domínio ético e humano, que são reflexo de princípios e valores morais, senso de justiça, firmeza de caráter, compromisso com o bem comum, capacidade de perceber e respeitar o outro como pessoa.

Bom humor e descontração aproxima estudantes e mestres, mas exige-se limites.

O aprendiz deve respeito e obediência a seu mestre. Porém, este fato não autoriza que o mestre falte com o respeito a seu aprendiz.

Em hipótese alguma deverá um professor proferir palavras indecorosas e de baixo calão, nem mesmo escrevê-las na lousa onde só deveria conter palavras que enriqueçam e edifiquem.

Não se pode tolerar tais condutas dentro de uma sala de aula, principalmente advindas de um professor.

É inadmissível que aquele que deveria instruir e contribuir para o alicerce da boa conduta, seja o primeiro a demonstrar e incentivar os maus costumes.

Mestre-professor, não é somente uma pessoa que ensina, é um educador. Seu proceder deve ser exemplo e, por esta razão, sem máculas.

20 de abr de 2010

Inteligência Emocional = Descansar no Senhor

Necessita-se de inteligência intelectual, conhecimento de si mesmo e muita força de vontade para se ter inteligência emocional.

Inteligência emocional por sua vez é o conhecimento de nossas emoções e habilidade de lhe dar com as situações, mesmo estas não sendo favoráveis, direcionando essas emoções a um fim específico que sempre é o bem estar pessoal.

Ou seja, é transformar a emoção ruim em emoção boa, procurando externá-la sempre de forma agradável a nós mesmos.

Nota-se que exercitar a inteligência emocional é o mesmo que Descansar no Senhor.

Descansar no Senhor é repousar tranqüilo em qualquer circunstância da vida por pior que ela possa parecer aos nossos olhos.

Senão, vejamos um trecho do Salmo 23!

"O senhor é meu pastor e nada me faltará. Faz-me repousar em pastos verdejantes; leva-me para junto das águas de descanso; refrigera-me a alma; guia-me pelas veredas da justiça".

Com Jesus em minha vida não sentirei falta, ainda que me falte muitas coisas, pois descanso meus problemas no Senhor.

Paz, tranqüilidade, alívio, conforto, retidão, felicidade, em fim, tudo tenho com Ele.

Diante do exposto, conclui-se que Deus é também psicólogo, pois estimula o exercício da inteligência emocional.

5 de abr de 2010

Silêncio


Hoje prefiro o silêncio!
Não sei por quanto tempo vou estar assim, em silêncio.
Quieta, calada, sem fazer ruído algum.
Parada, pensando em nada.
Por que pensar dói.

Não quero conselhos, nem palpites, nem opiniões...
O que eu quero, já não posso ter.
E quem me disse que me era permitido sonhar?
Fui longe demais até!

Neste meu silêncio, quero sofrer cada segundo do dia, a cada vão pensamento.
As lembranças serão doces torturas...
Hoje tão intensa é a dor.
Haverá um dia que não mais doerá?
Não sei.

Sei que será pra sempre...
Sempre um prazer viver o meu silêncio.
Nem mesmo a maior dor me tirará a vontade de permanecer nele, em meu silêncio.
Vivendo e revivendo o que não pude viver.

Meus olhos hoje são cachoeiras próximas ao delta do meu rio interior.
De onde minhas lágrimas caem, ao findar caminhos de sentimentos tão belos, felizes e tristes.

E este silêncio profundo e melancólico será pra sempre minha maior alegria.

12 de mar de 2010

A Divina Comédia, de Dante Alighieri



Poema épico bastante extenso, A Divina Comédia é escrita em versos de terza rima em que o ritmo e a musicalidade são extremamente marcantes.

A terza rima foi inventada por Dante e, nela, cada terceto antecipa o som que irá ecoar duas vezes no terceto seguinte, o que dá uma impressão de movimento ao poema.

Ler A Divina Comédia é um processo desenfreado, os versos enlaçam-nos do primeiro ao último Canto.

O poema é bastante simétrico, composto de um canto introdutório e mais três livros que narram a viagem de Dante ao Inferno, Purgatório e Paraíso, após este achar-se perdido em uma selva escura.

Dante possui um modo indireto de representar suas idéias; sua obra é repleta de significados morais, refletindo os dramas que afligiram sua época.

Por ser muito crítico em seu conteúdo, Dante chamou sua obra de "Comédia". O adjetivo "Divina" foi acrescido mais tarde, dado a seu conteúdo religioso.

Em A Divina Comédia, aparecem o passado e o presente; a grandeza e a baixeza moral; história e mitos. A obra fala da conversão do pecador à Deus; de ciência, filosofia, teologia e política do tempo em que o autor viveu.

Dante descreve a si próprio como um homem virtuoso, digno da graça de Deus; e dá como prova cabal disto, o fato de caminhar pelo inferno e purgatório ainda em vida, até chegar ao paraíso onde encontrou com sua amada Beatriz.

Na obra, Dante manifesta de forma um tanto turva, tudo que flagelava sua alma: o exílio, a vontade de retornar a Florença de uma forma honrosa. Faz críticas sociopolíticas, e principalmente, fala de seu amor platônico por Beatriz.

A Divina Comédia imortaliza o amor real e espiritual de Dante por Beatriz. Seu foco principal é o amor como forma de elevação espiritual, isto fica demonstrado pela importância de Beatriz na obra.

Dante Alighieri: um homem virtuoso, solitário, resignado e sonhador.

9 de mar de 2010

Este post é para convidar a todos para acessar meu novo espaço: o Vide Direito.


Estudante do curso de Direito - pelo qual sou apaixonada principalmente pela área criminal, há algum tempo tenho pensado em criar um blog para comentar sobre variados temas da área; e um rapaz já bastante conhecido aqui, o Yuri Almeida, me incentivou a criar esse novo blog.

Aqui, no blog da Marcia Rodrigues, continuarei escrevendo ensaios literários, crônicas, poesias e escritos aleatórios.

No Vide Direito, pretendo participar minhas opiniões; favorecer reflexões; incitar debates sobre temas de Direito e animar os demais leitores a entender nosso complexo de leis; tirar dúvidas e também trazer notícias e informações relevantes.

Você que já acessa este blog, e está curioso para acessar o outro, eis o endereço: http://videdireito.blogspot.com/.

Acesse, comente, assine o feeds ... E aguarde. Novidades neste blog e no outro virão.

8 de mar de 2010

Dia Internacional da Mulher; saudação à mulher brasileira.


Na qualidade de mulher, neste dia, 8 de março, venho saudar a todas as mulheres brasileiras.

As grandes conquistas das mulheres implicaram em grandes sacrifícios, e lutas de mulheres de grande fibra, que assumiram multiplos deveres; pelejando por direitos dantes garantidos somente aos homens.

O desenvolvimento do país, em seus aspectos culturais e socioeconômicos influi no comportamento das mulheres e em suas conquistas.

A exemplo disto, temos como origem de todos as outras conquistas, a igualdade entre homens e mulheres firmada em nossa Constituição Federal, artigo 5º, inciso I. Tal garantia abre as portas para diversas conquistas.

Comemoremos, então, o fato da mulher ser hoje grande força ativa de trabalho, de eleitorado, de elegibilidade. Vamos comemorar o fato da mulher ser destaque nas profissões de direção, jurídicas, políticas; ter conquistado um espaço no mundo, no Brasil, espaço este que é cada vez maior.

Comemoremos o fato da consciência feminista ter crescido e estar expressando as vitórias em prol da isonomia, autonomia e dignidade humana da mulher. O fato de está havendo uma maior aceitação dessa nova mulher, livre de discriminações.

Mulher não é somente sinônimo de inteligência, trabalho, lutas, dinamismo, criatividade e sensibilidade feminina. Não esqueçamos que é também útero e coração, cálice de vida, sacerdotisa do lar.

Parabéns a você, mulher. Parabéns a todas nós!

4 de mar de 2010

Um lugar à beira-mar


Existe um lugar muito lindo...

uma rua e um mirante
um avarandado de cor branca
à beira-mar

de lá eu vejo as águas do mar
indo e vindo
num terno balanço
ou agitadas, como se tivessem pressa de existir
 

o sol refletido nas águas
deixa um rastro brilhante,
como o caminho das pedras amarelas

uma faixa de terra no meio do mar, imponente!
adoro informar que é uma península, gosto do nome.
e é realmente uma península

lá o horizonte não é só uma linha
pois o espírito dos que lá estão
é de gênio escritor
imaginam abismos, monstros marinhos, cidades submersas
mundos, vidas, lugares, músicas, sorrisos, soluções...

lá fico com meu amor, em silêncio
vendo o céu confundir-se com o mar
sentindo o vento no rosto
sentindo o cheiro da felicidade

olhando para a mesma direção
se não com os olhos da face
certamente com os olhos da alma

fazemos parte do cenário, como num quadro...
 
... como em La Promenade Sur La Falaise, de Monet
integrados ao lugar.

19 de fev de 2010

Urgência



Estou aqui amor...
Inquieta na confusão de meus sentimentos,
entre a saudade angustiante e o júbilo de sentir-me amada.
...um aperto! ...um regozijo!
Completamente preenchida de um amor tão forte,
que queima minhas entranhas,
enleva minh'alma.
Sinto a urgente necessidade corpórea de uma parte de mim; você!

17 de fev de 2010

Morte somente à homofobia!



Fisgada pela nota das sucessivas mortes de travestis no Maranhão, resolvi expor aqui meus pensamentos a respeito da homofobia.

A sexualidade de uma pessoa não deveria interessar tanto à sociedade.

O opção por homens ou mulheres é coisa muito particular. É o mesmo que gostar de altos ou baixos, gordos ou magros; é uma questão de preferência.

Ouço as pessoas perguntarem: ser homossexual é genético ou é decorrente de fatores sociais? Não, não, acho que o motivo é a criação da vovó? Ficar perguntando por que alguém é assim só leva à intolerância.

Apaguem os holofotes!

Aceitem as pessoas como elas são.

Não existem verdades absolutas, inequívocas ou transcendentais. Nada é objetivamente certo ou errado. O que é bom para mim, pode não ser bom para você.

É preciso escapar à tentação de julgar segundo nossas próprias preferências; de impor nosso próprio mundo, o qual temos como o correto.

Uso aqui a velha máxima: Tudo é relativo.

Busque saber de alguém sobre sua idoneidade moral, seu caráter; seu comportamento diante da sociedade. Suas obras, seus talentos, opiniões, seu legado. Isto sim, merece relevo.

Opção sexual é coisa pra ficar entre quatro paredes.

Nem o Direito ou a Moral; nem mesmo Deus nos permite tirar a vida de alguém. Todos temos direito à liberdade de disposição sexual do próprio corpo.

Chega de violência desmedida! A humanidade precisa é de tolerância, respeito recíproco e amor.

O Medo

De nada vale passar a vida inteira com medo de morrer.

Conjecturas sobre o fim...
É certo que virá.
...deve ser rápido e indolor. Silêncio.

Não espere recompensas,
Mesmo que tenhas a convicção de que elas virão.

Viva o tempo que medeia,
Intensamente e não desregradamente

Importa-te com o caminho a percorrer
Com a retidão dos pés ao caminhar

MedoAcredita!

Regozija-te
Orgulha-te
Emociona-te
Atreva-te
Dedica-te
Alegra-te

Ama!

Que antes do novo começo, tudo seja tão belo quanto importante a teus próprios olhos.

14 de fev de 2010

Carnaval - "adeus à carne"

Em mais uma de minhas divagações, atentei para a insanidade que o carnaval se tornou nos dias de hoje. Então, resolvi pesquisar as origens mais remotas do carnaval, antes até das festas francesas.

Descobri que a festa carnavalesca viveu um período no qual foi condenada pelo alto Clero, mas com o passar do tempo - e o advento da Semana Santa pela Igreja Católica Ocidental-Romana, a festa passou a ser adotada pela Igreja.

Antes da Semana Santa há o período denominado Quaresma - quarenta dias de jejum. A quarta-feira de cinzas é o primeiro dia da Quaresma. As cinzas que os cristãos católicos recebem neste dia é um símbolo para a reflexão sobre o dever da conversão, da mudança de vida; recordando a passageira, transitória, efêmera fragilidade da vida humana, sujeita à morte.

Este simbolismo relembra a antiga tradição do Médio Oriente, de jogar cinzas sobre a cabeça, como símbolo de arrependimento perante Deus.

A quaresma é um período de oferta de si próprio, em sacrifício vivo; um processo de santificação, com o objetivo de renunciar aos prazeres do corpo.

Este período de privações acabou por incentivar a reunião de diversas festividades nos dias que antecediam a Quarta-feira de Cinzas, o primeiro dia da Quaresma. Daí vem a palavra carnaval, ela está relacionada com a idéia de afastamento dos prazeres da carne, marcado pela expressão "carne vale" - "adeus à carne", que, acabou por formar a palavra "carnaval".

O Carnaval ocorre nos três dias que antecedem a Quarta-feira de Cinzas. Em contraste com a Quaresma, tempo de penitência e privação. Estes dias são chamados "gordos", em especial a terça-feira, último dia antes da Quaresma.

A Igreja Ortodoxa não observa a quarta-feira de cinzas, começando a quaresma já na segunda-feira anterior a ela.

Então, vejamos se entendi direitinho:

Nos dias que antecedem a Semana Santa - Páscoa, as pessoas antes de ofertarem-se em sacrifício vivo à Deus, afastarem-se de todos os pecados da carne e pedirem perdão por seus pecados, promovem uma festa chamada carnaval, com duração mínima de três dias; festa esta em que terão a oportunidade de pecar à vontade antes dos 40 dias de sacrifícios.

É, entendi direitinho!

O Carnaval tem este nome que significa "adeus à carne", para que todos se lembrem do que está por vir e aproveitem bastante.

A motivação do carnaval é algo tipo: embriaguem-se, fumem à vontade, prostituam-se, adulterem; cometam todo tipo de pecado antes da Quarta-feira de Cinzas,  por que depois serão 40 dias de abstinência total, nos quais aproveitem para pedir perdão dos pecados cometidos no carnaval e dos outros tantos cometidos pela vida à fora.

Nossa! Nunca tinha visto o carnaval assim, mas é exatamente isso que ele é até os dias de hoje. O carnaval não mudou de sentido somente nas formas de realizá-lo.

Que coisa mais sem sentido, sem Deus.

Tenho mudado muito em alguns meses. Antes eu aceitava tudo do mundo e tentava extrair as coisas boas de tudo, até do que não era considerado bom. Hoje olho o mundo com olhos críticos, olhos de quem conhece a Deus e o caminho para Ele. Jesus nos revelou o que é bom, nada escondeu de nós.

E esses meus olhos mostram-me que Deus não está em festas como o carnaval; em festas cujo objetivo primordial é exabundar em pecados.

Participei quando de minha mocidade de alguns carnavais, já não participo mais há quatro anos; fico geralmente em casa com minha família. Deixei de participar acho que principalmente por causa da violência, nem sei dizer ao certo o porquê.

O ano de 2010 é especial para mim, será o primeiro em que não participarei do carnaval por dois motivos:

1. eu, como filha de Deus e crente em Jesus, amo estar em novidade de vida, vivendo segundo os ensinamentos dEle;

2. valorizo mais ainda a conduta reta e a boa moral.

Bom feriado para todos!

13 de fev de 2010

Yuri Almeida e Marcia Rodrigues, namoro entre micro-blogueiros

Aqui será contada a linda história de amor de dois micro-blogueiros que se conheceram na imensa blogosfera: Yuri Almeida e Marcia Rodrigues.

Marcia Rodrigues sempre ouvia falar de casais que começaram a namorar pela internet e acabaram se casando. Durante um longo tempo ela via esses casais como pessoas de muita sorte, pensava verdadeiramente que seria muito improvável que algo assim acontecesse com ela.

Em meados de 2009 quando ela não estava mais tão otimista em relação a encontrar o amor verdadeiro, aconteceu algo muito interessante: o amor casualmente a encontrou!

Sim. A web é capaz de apresentar pessoas!

Em setembro de 2009, Marcia Rodrigues, resolveu criar um blog - este blog; sem nem saber o que estava fazendo direito. Ela tinha e ainda tem, a pretensão de escrever bem, de fazer fluir de si: poesias, contos, críticas e tudo o mais que aquela cabecinha conseguir pensar.

Logo começou a escrever uns pensamentos bobos em seu blog; isto por que ela tinha a convicção de que não seria lido por ninguém.

Ledo engano! Foi lido sim. No dia 23 de outubro de 2009, um rapaz deixou um comentário.

Marcia Rodrigues demorou muito para ver o comentário deixado pelo rapaz, pois estava com a agenda cheia, atarefada no serviço e com projeto de monografia. Não se sentiu estimulada a escrever por algum tempo, não conseguia sequer ver seus e-mails.

No dia 05 de novembro do mesmo ano, ela finalmente viu o comentário. Um susto, um largo sorriso no rosto; o coração quase saltando do peito.

Por incrível que pareça, ela sentiu algo tão bom invadindo seu coração enquanto lia o comentário e tentava ver com seus "olhos de águia" o rapaz naquela foto pequena. Sentiu em seu coração o mais forte dos sentimentos e seu espírito transbordou de felicidade. Então, mais que rapidamente foi visitar o blog do comentador.

Marcia Rodrigues apaixonou-se por tudo que leu!

O rapaz é extremamente íntimo das letras, seus textos são de uma técnica incrível; de uma clareza ímpar.

- Quanto talento! - Exclamou ela.

Dia 09 do mesmo mês e ano, o casal começou a se comunicar via messenger, correio eletrônico, orkut, celular, telefone, telepatia, sinal de fumaça, enfim, todos os meios de comunicação possíveis e imagináveis.

No dia 13.11.10 - sexta-feira, deu-se o primeiro encontro. E ainda há aqueles que não gostam de sexta-feira, 13!

Tudo aconteceu tão rápido: o encantamento, a amizade, o amor...

Marcia Rodrigues apaixonou-se por tudo que viu!

Ela sentiu que Deus fez com que aquele rapaz, Yuri Almeida, a encontrasse e com que eles se encantassem um pelo outro.

A partir de então a vida daquela garota mudou e muito. Marcia Rodrigues não encontrou somente um namorado, encontrou a si mesma; reencontrou-se com seu próprio reflexo.

Quando perguntavam por ele; dizia:

- Meu namorado é um rapaz inteligente, meigo, sensível, educado, gentil, moreno, lindo e sensual, rss. E o melhor de tudo, é um homem de Deus.

A felicidade é tanta que a Marcia até fez-lhe poesias.

- Meu amor tem os olhos mais lindos do mundo,
de um brilho calmo e profundo.
Bem lá no fundo desses olhos lindos,
existe um oceano de águas claras,
cujas ondas me embalam e me embriagam de tanto amor.

Hoje, dia 13.02.10, no aniversário de três meses de namoro, a Marcia Rodrigues quer declarar sem qualquer hesitação a sua intenção de dar a ele sua vida, sua mais profunda amizade e amor; não só nos bons momentos, mas também nos maus.

E para isso as palavras que transbordam de seu coração são as que transcrevo a seguir:

- Yuri Almeida, é minha intenção ficar com você para sempre, numa Sagrada Parceria da Alma, para que possamos fazer juntos o trabalho de Deus, partilhando tudo o que há de bom em nós com todos aqueles cujas vidas tocarmos.

Agradeço infinitamente a Deus por ter encontrado um companheiro, amigo, irmão na fé, namorado, esposo.

Nós quatro somos como ouro-fio!

Amor?! Eu amo você é muito e amiúde!

Este ainda não é o final da história, por que o jovem casal só está iniciando uma vida cheia de alegrias...

11 de fev de 2010

Das suspeitas de Bentinho - o Dom Casmurro, de Machado de Assis



Assistindo a um vídeo de Capitu, minissérie exibida pela Rede Globo - por sinal, uma bela adaptação da obra  de Machado de Assis - fiquei relembrando a história, as personagens e suas características.

Obra digna de post, fez brotar em mim o desejo de participar minha opinião a respeito do comportamento da personagem Bentinho, o Dom Casmurro. Esclareço: não tenho a pretensão de fazer aqui qualquer resumo, análise ou resenha crítica da obra de Machado de Assis.

A narrativa é feita pelo próprio Bentinho, e está construída de forma que o leitor tenha dúvida da traição de Capitu, pois o autor nos fornece indícios da existência do adultério, bem como da pureza do comportamento desta. Ao longo do livro, Bentinho tenta convencer-nos da culpa de Capitu, culminando em sua decisão de abandonar mulher e filho na Suíça.

Desde menino, Bentinho demonstra ser uma pessoa fraca, de fácil manipulação. Prova disto é a sujeição dele aos desejos e interesses da mãe, José Dias, Capitu e até Escobar.

Em virtude desta fraqueza, torna-se um homem de personalidade triste, melancólico e intolerante; que deseja ardentemente resgatar o passado. Uma época em que Bentinho identificava-se mais consigo próprio; era feliz, posto que quer revivê-la.

Resgatando sua memória a partir de flashbacks de seu passado, os acontecimentos narrados por Bentinho, são carentes de convencimento, pois os fatos estão muito distantes do momento da escrita.

Se houve adultério ou não, o autor deixa que o leitor decida, pois sua escrita é muito subjetiva, mostrando-nos apenas suspeitas de um homem covarde e tomado pelo ciúme.

O ponto culminante do ciúme de Bentinho está em conjecturas como a aparência física de Ezequiel, filho que teve com Capitu; e no lamento de Capitu no velório de Escobar, juntamente com seus olhares de saudades para o mar, pois Escobar era exímio nadador.

Nota-se que Bentinho ficou tão perturbado pelo ciúme, que chegou muito próximo do desequilíbrio ao pensar em suicidar-se e até em matar seu filho Ezequiel, pois aparência de Ezequiel lhe era motivo de repulsa.

Mesmo sem prova real do adultério, Bentinho está convicto que ele existiu. Não podendo mais conviver com suas suspeitas, resolve apartar-se daqueles que lhes são a causa - Capitu e Ezequiel, mandando-os viver na Europa, onde Capitu morreu anos depois.

Após a morte de sua mãe, Ezequiel procura Bentinho; este financia-lhe uma viagem arqueológica. Onde onze meses depois Ezequiel morre de febre tifóide.

Solitário, Bentinho, recolhe-se em suas dúvidas e amarguras. Recebe de amigos e vizinhos o apelido de Dom Casmurro. Põe-se a escrever suas lembranças; vive agora imerso em retrospectivas, pois nunca mulher alguma o fez esquecer aquela dos olhos de ressaca, dos olhos de cigana, oblíqua e dissimulada.

7 de fev de 2010

A Hora da Estrela, Macabéa - e o mistério de Clarice Lispector


Hoje terminei a leitura de A Hora da Estrela, de Clarice Lispector - Editora Rocco, Rio de Janeiro, 1998, 1ª Edição. O livro foi um presente daquele que tanto me ama, e sem sombra de dúvida abrilhantou minh'alma.

O texto é escrito de forma simples, poética, porém muito profunda. Nele encontramos um narrador que nos conduz à nordestina Macabéa e nos insere em suas reflexões.

Em A Hora da Estrela, o narrador, Rodrigo S. M., é uma espécie de "outro eu" de Clarice Lispector. Na história, nós leitores fazemos parte do processo de criação do enredo; ao passo em que Rodrigo S. M. nos faz conhecer Macabéa, também nos faz conhecer sua própria identidade.

É notório que Clarice, neste livro, questiona o contexto social da época, os valores, a justiça e a própria existência humana. É visível a preocupação com os oprimidos e os miseráveis.

Verifica-se isto desde a dedicatória do livro, em que Clarice escreve: "Esta história acontece em estado de emergência e de calamidade pública. Trata-se de livro inacabado porque lhe falta a resposta. Resposta esta que espero que alguém no mundo ma-dê". Bem como na página 17, Clarice fala em transgredir e escrever sobre a realidade, dentre outros.

Ao meu sentir, há muito mais implícito no livro. Nele, Clarice revela-se em Rodrigo S. M. e na própria Macabéa; aquele com uma doença terminal e esta uma mulher solitária e de infância pobre. Rodrigo S. M. identifica-se e morre com Macabéa.

Clarice fala de seus fracassos e de querer encontrar a Deus; de construção de uma imagem melhor quando fala de sua transfiguração em outrem (p.18), e em ser mais do que é, pois é tão pouco (p.21). Ela deixa claro muitas vezes não querer pensar em futuro, em ter saudade do futuro, no querer ter futuro. (p.85)

Assim como Macabéa - para afastar a tristeza, Clarice esforça-se para rir diante da constatação da morte. (p.61, 86)

"O silêncio que creio em mim é a resposta a meu mistério". (p.14)

Percebo o mistério no silêncio de sua aflição diante de Deus, da vida e da morte. Na angústia diante da exiguidade de tempo para a prática das verdades, para uma nova postura diante de Deus, da vida, das pessoas amadas e da sociedade.

Clarice externa o desejo de corrigir seus erros e omissões, de ser quem poderia ter sido e não foi. Ela se diz preparada para sair da vida à francesa, desaparecer; talvez por isto tenha criado Rodrigo S. M. para nos apresentar Macabéa.

Acredito que o desejo de Clarice era o de permanecer viva na memória de seus leitores, como um mito que sobrevive para sempre. E afirmo: Clarice não morreu!

Ao final, lê-la foi tão dorido que houve momentos em que eu própria queria aplacar tamanha solidão, sofrimento e tristeza.

===

Yuri,

Obrigada por apresentar-me à maravilhosa Clarice Lispector, cuja escrita é singular e inebriante. Sabendo de seu amor pela Clarice como escritora, tenho de confessar que, a partir de agora, sou capaz de socializar sem dor alguma com mais esta mulher, pois já faço isto com Aninha e Camila, o que há de mais caro em mim, o seu amor.

5 de fev de 2010

Beijo e Abraço

Beijar é tocar com os lábios e pode ter vários significados.

Pode ser um cumprimento de boas vindas ou despedida; um gesto de afeição, de ternura, de carinho; demonstração de amor; sinal de respeito - como quando beijamos a mão daquele que nos abençôa.

Abraço dá-se quando duas ou mais pessoas – geralmente duas – ficam parcial ou completamente entre os braços uma da outra.

Este pode ter o mesmo significado do beijo; pode significar cumprimento, gesto de afeto, amizade, amor, carinho; pode demonstrar proteção.

O abraço e o beijo, assim como o aperto de mão, não são somente uma forma de interação entre as pessoas, são o início do desenvolvimento de relações interpessoais mais arraigadas.

Classifico estas formas de carinho, em sua essência de afeto, como encantadoras declarações de estima e amor.

Ambos são incumbidos de sentimentos.

====

[Um abraço e um beijo, amigo!]

4 de fev de 2010

A Mentira

Desde criança, seja em casa ou na escola, somos ensinados a não mentir. Mentir é feio, dizem.

Kant afirmava que, pela mentira, um ser humano descarta e, por assim dizer, aniquila sua dignidade como ser humano.

Tenho a mentira como a maior violação de um dever moral, visto que, o ser humano está moralmente obrigado a ser honesto, sincero e reto.

Porém, o que se vê na sociedade de hoje é a valoração da mentira, utilizando-a como meio de demonstrar sagacidade. Para obter-se um fim desejado, o homem valoriza qualquer meio.

Como apreciar a mentira, se ao mentir fazemos de nós um objeto de desprezo aos olhos dos outros? A mentira é como o sol que rompe as nuvens de chuva, mais cedo ou mais tarde será revelada.

O mentiroso reflete sua total falta de escrúpulos; mostra a falsidade própria de sua natureza hipócrita e cruel.

A mentira deve sempre ser evitada, posto que é uma enorme ofensa àqueles a quem o mentiroso tem o dever de proceder como a verdade.

30 de jan de 2010

Bajoujo

Oh deleite!!!

...metamorfose

antítese

inquietação

colóquio

angústia

efémera

concórdia

sossego

alegria

Sublime vínculo que liga duas almas.

20 de jan de 2010

Oração de entrega

Quero hoje, Senhor, humilhar-me diante de Ti, com choro e com pranto. Rasgo meu coração, Senhor, diante de Ti.

Senhor Deus meu, sei que és misericordioso, tardio em irar-se e grande em benignidade.

Perdoa-me, oh Deus! Pelo modo que vivi, por não salgar, por não harmonizar, por ter sido indigna, por ter vivido longe de Ti Senhor.

Perdoa-me pelo meu medo, pela minha timidez, por ter tido vergonha de revelar-Te em mim.

Mas como Tua filha, Tua serva, como parte de Tua igreja, de Teu povo, sei que tenho o perdão em Ti, Jesus.

De coração aberto suplico, oh Pai, vem e restaura-me; levanta-me e capacita-me para caminhar em novidade de vida, em Cristo Jesus!

Em minha vida, em meu lar, em minha família, em meus relacionamentos, em minhas ocupações, Te recebo, Deus. És tudo que preciso!

Converto-me a Ti, Senhor! Manifesta Teu Espírito em minha vida, pois quero vivenciar a Vossa presença, Senhor .

Declaro minha vida inteiramente consagrada ao Senhor dos Senhores, Jesus Cristo!

Confesso só o Senhor como meu Deus! O Deus de toda a esperança, de toda honra, de toda glória e de todo louvor!

Vem Pai e encha-me de Ti. Encha, Senhor, o meu coração e transborda-me com tua presença! Por que onde Tu estás o mal não permanece.

E que, ao fechar meus olhos, eu possa, com os olhos de meu coração, contemplar a Tua face, Deus meu!

13 de jan de 2010

Um Amor Puro

O que há dentro do meu coração
Eu tenho guardado pra te dar
E todas as horas que o tempo
Tem pra me conceder
São tuas até morrer

E a tua história, eu não sei
Mas me diga só o que for bom
Um amor tão puro que ainda nem
Sabe a força que tem
É teu e de mais ninguém

Te adoro em tudo, tudo, tudo
Quero mais que tudo, tudo, tudo
Te amar sem limites
Viver uma grande estória

Aqui ou noutro lugar
Que pode ser feio ou bonito
Se nós estivermos juntos
Haverá um céu azul

Um amor puro
Não sabe a força que tem
Meu amor eu juro
Ser tua e de mais ninguém
Um amor puro...

(Djavan)

Vivendo...


Antes, vivia para esperar você.

Hoje, vivo para amar você, em tudo.

Não quero outra vida!

Feliz aniversário de dois meses, Yuri!
Amo você!

2 de jan de 2010