15 de jun de 2010

Copa do Mundo, torneio mundial de futebol masculino

Não sou amante de futebol, torço pelo flamengo só para ter por quem torcer nos campeonatos brasileiros, mas nem assisto aos jogos, heheh. E é claro, torço pelo Brasil na Copa do Mundo, assistindo aos jogos sempre que posso.

Como em todo lugar só se fala em Copa do Mundo, e principalmente hoje, dia de jogo do Brasil, fiquei tentada a escrever um poco a respeito.

Já fui uma daquelas pessoas que acham futebol e Copa do Mundo um grande besteirol. Não entendia aquele bando de homens correndo atrás de uma bola para colocá-la num determinado lugar e gritar: Gooooool!!!.

Hoje porém, tenho conceitos totalmente diferentes de outrora.

Vejo o futebol como um belo esporte, muito embora para alguns seja uma espécie de super prêmio da mega-sena. E acredito sinceramente na Copa do Mundo como uma oportunidade de interação entre as nações.

Não se trata só de competição; é bem mais que isto. É oportunidade de conhecimento, de influências recíprocas; é momento de harmonia entre os povos.

A Copa é um evento de proporções gigantescas. Como é esperado, o mundo inteiro se mobiliza para ver os jogos; a mídia de todos os paízes se volta para o país sede.

Vinte anos após a segregação racial, a Africa do Sul sedia uma Copa do Mundo. É a primeira vez que o continente africano sedia uma Copa.

Torço para que o evento traga efeitos positivos na economia, turismo, infra-estrutura; no cenário social como um todo, pois reconheço ali um exemplo de extrema superação.

Hoje às 15h:30min é o primeiro jogo do Brasil pela Copa: Brasil x Coréia do Norte.

Sou brasileira com muito orgulho e com muito amor, e hoje é um daqueles dias que eu posso e vou assistir ao jogo.

Quem sabe este não será o HEXA e de quebra ainda vamos trazer a Chuteira de ouro, a Bola de ouro e o prêmio Yashin - prêmios de melhor artilheiro, melhor jogador e melhor goleiro, hhihi. A esperança não morre!

Bom jogo e boa Copa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixa a impressão que domina seu espírito saltar de si.