18 de jun de 2014

Sobre posicionar-se diante de Deus

Olá, varões e varoas!

Nesses dias de Aviva Mulheres tive a oportunidade de assistir a três pregações da pastora Rose Aranha, onde fui muito abençoada e impactada ao perceber como Deus falou comigo por meio dela.

A primeira pregação intitulava-se: Chamadas para Liberdade, que fala dentre outras coisas que o espírito do Senhor está sobre nós, que fomos ungidos, escolhidos para a Sua obra, e que a criatura espera  a manifestação dos filhos de Deus. Que fomos libertos do pecado por Jesus para servir em amor. (Isaías 61: 1-4, Gálatas 5:13)

A segunda pregação intitulava-se: Chamadas para fazer uma escolha, que devemos escolher entre o eterno e o temporal, entre o bem e o mal, e, que escolher um significa renunciar ao outro. Tudo que o homem semear isto também ceifará, então semeie o bem, o amor. Que devemos nos posicionar, ter um coração disposto. (Gênesis 25:24-27)

A terceira pregação intitula-se: Chamadas para andar com Deus, a qual diz que nossa vida deve estar envolvida com fé; que devemos parar para ouvir a voz de Deus; que devemos andar com Deus como Enoque andou. Cuidar em agradar a Deus, confiar no Senhor, crer e obedecer. (Números 9:17-23; Josué 3:10-17)

No final da terceira pregação quando dava exemplo de crer e obedecer, ao falar de Gideão, a pastora mostrou-nos algo muito interessante, que um líder não só aponta o caminho, mas conduz seus liderados pelo caminho; dá as instruções e torna-se um referencial.

E disse-lhes: Olhai para mim, e fazei como eu fizer; e eis que, chegando eu à extremidade do arraial, será que, como eu fizer, assim fareis vós. (Juízes 7:17) 

Falou também sobre cobertura espiritual, que significa autoridade, paternidade, proteção e amizade profunda sobre nossas vidas. E mostrou-nos que devemos honrar nossa cobertura espiritual, com amor, oração, presentes e ofertas. (Gálatas 6:6)

E um líder deve ter sempre em mente que é exemplo, que está sendo observado, que todos que se achegarem a ele buscam sentir a presença de Deus, que deve ser circunspecto. E para que isto aconteça é necessário que tenhamos consciência de que Jesus nos libertou para servir, e diante disto nos posicionarmos para viver pela fé e andarmos com Deus.

Graça e Paz!

21 de mai de 2014

Sobre União Estável e Batismo

Graça e Paz, queridos!

Tive em meu coração o desejo de saber se uma pessoa que não é casada mas vive em união estável com alguém pode se batizar e ceiar no corpo de Cristo.

Então, orei pedindo a direção do Senhor e iniciei minhas pesquisas.

Primeiramente precisamos saber o que é batismo.

O batismo é uma ordenança clara de Jesus para todo aquele que n’Ele crê: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-as em nome do Pai, do Filho, e do Espírito Santo” (Mateus 28.19).

Em Atos 2:14-41 Pedro prega sobre Jesus e aqueles que receberam a palavra, ou seja, creram em Jesus foram batizados e perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações, isto aconteceu com quase três mil pessoas.

A condição para recebermos o batismo é apenas crer em Jesus.

E o que é união estável?

União estável é a relação de convivência entre homem e mulher que é pública, contínua, duradoura e com o objetivo de constituição familiar.

O Código Civil brasileiro, em seu artigo 1.723, reconhece a união estável e não menciona tempo mínimo de duração de convivência para que possa existir. Não é necessário nem mesmo que morem juntos, mas será considerada união estável, desde que existam elementos que provem as características a cima mencionadas, como por exemplo a existência de filhos, testemunhas, fotos etc.

Logo, não se pode excluir alguém que vive em comunhão estável de ser batizado uma vez que creu no Senhor.

Em I Co 11:27-19 Paulo nos exorta a não participarmos da ceia indignamente, isto é, recomenda que nos examinemos a nós mesmos e se estivermos em pecado, que primeiro nos arrependamos e nos reconciliemos com o Senhor.

Portanto, a condição para participarmos da ceia é estarmos dignos de participar da comunhão com os crentes.

Viver em união estável não torna uma pessoa indigna, visto que, a união estável é reconhecida por nosso ordenamento jurídico, e por esta razão não se pode excluir uma pessoa que vive em união estável de participar da ceia.

No mais, como sei que você é um filho de Deus e servo fiel, não esqueça de me convidar para a festança quando deixar a união estável partindo para o casamento.

A Paz!

26 de jan de 2014

Honra a teu pai e a tua mãe

Olá, varões e varoas. Quanto tempo! Pois é, quase um ano, mas estou de volta, rsrss.

Semana passada aconteceu algo que me deixou muito triste e me fez perder o sono. Me fez meditar em como devemos honrar aqueles a quem devemos tudo, e nos amam infinitamente.

Não que eu seja uma filha exemplar, embora eu tenha melhorado muito depois da minha conversão, ainda estou longe de ser aquela filha que agrada ao Senhor; mas sigo buscando.

Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá. (Êxodo 20:12)

Honrar é mais que amar, respeitar e obedecer; na verdade é tudo isto junto e muito mais.

É ter em alto grau de apreciação, é tratar com a máxima dignidade, é buscar ter um relacionamento com ausência de máculas; e fazer tudo isto com um sentimento de dever e subserviência.

Honra envolve estima, reverência e apoio. Significa dizer que nós devemos amar, respeitar tementemente, demonstrar profundo reconhecimento e devemos ser o sustentáculo, o auxílio, a proteção quando necessário.

Filho meu, guarda o mandamento de teu pai, e não deixes a lei da tua mãe; (Provérbios 6:20)

Nossos pais nos aconselham, ditam regras porque nos amam e querem sempre o melhor para nós.

Porque o mandamento é lâmpada, e a lei é luz; e as repreensões da correção são o caminho da vida, (Provérbios 6:23)

É a forma de nos disciplinar e proteger.

O que despreza a palavra perecerá, mas o que teme o mandamento será galardoado. (Provérbios 13:13)

Devemos nos submeter sempre, pois há tempo para tudo, e um dia responderemos por nós; mas ainda assim, nunca será tempo de descumprirmos um mandamento de Deus.

Graça e Paz!

4 de fev de 2013

O Poder do Louvor

Olá, varões e varoas!

Hoje venho falar um pouco sobre o poder do louvor ao Senhor nosso Deus.

Primeiramente vamos ver o que significar louvar.

Louvar significa exaltar, glorificar, dispensar elogios a alguém, elogiar, enaltecer, aplaudir, avaliar.

Então, louvar é engrandecer o nome de nosso Deus.

A Bíblia  diz que todos devemos louvar a Deus (Salmo 150:6). Pois fomos feitos para louvar a Sua glória. (Efésios 1:11-12).

Ela também manda nos apresentarmos a Ele com louvores. (Salmo 100:1-2). Por isso é muito bom que nosso devocional diário se inicie com louvores, para nos colocarmos na presença do Senhor de modo adequado.

A Palavra também diz que Deus habita entre os louvores de seu povo (Salmo 22:3). Louvemos para que Ele manifeste-se entre nós.

O louvor é um tipo especial de adoração, e pode ser feito com cântico e dança (Salmo 150).

Em I Samuel 16:33 o louvor afasta demônios; e em Atos 16:25-26 o louvor trás provisão de Deus.

O louvor tem poder. Poder de nos achegar a Deus, de fazer com que Ele permaneça conosco, de afastar os demônios, e de trazer a provisão de Deus.

Louvemos a Deus!

26 de jan de 2013

Passado a flor da idade

Olá, varões e varoas!

Hoje venho falar do momento ideal para fazer a corte e casar, visto que tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu (Eclesiastes 3:1).

Vejo muitos jovens "namorando santo" ou fazendo a corte sem uma intenção real de casamento.

Mas o que a Bíblia nos diz sobre isso?

I Coríntios 7:36, nos fala que se já tiver passado a flor da idade, que nos casemos.

Mas o que é flor da idade?

A flor da idade é o desabrochar da juventude, é o que chamamos de puberdade ou adolescência.

Então, devemos esperar que esta fase já tenha passado em nossas vidas. Devemos ser homens e mulheres adultos.

Mas por quê isso?

Por que a mesma Bíblia, em Efésios 5:31 e Gêneses 2:24, nos manda deixar nosso pai e nossa mãe e nos unirmos ao nosso conjuge e sermos os dois uma só carne.

Então, é notório que Deus nos manda casar; e para isto precisamos já ter passado a flor da idade, ou seja, ser adultos, responsáveis e capazes de manter a família recém constituída.

Adolescente não casa. E se adolescente não casa, não namora; pois cristão casa para poder namorar e não o contrário.

Se há tempo para tudo, a flor da idade é tempo de quê?

É tempo de separação, crescimento, amadurecimento espiritual, intimidade com Deus. É tempo de cuidar das coisas do Senhor e em como há de agradar a Ele. ( I Coríntios 7:32)

A Paz!

21 de jan de 2013

O Repouso de Deus

Olá, varões e varoas!

Depois de quatro meses sem escrever...

Eis-me aqui! Rsrss.

Nas pregações que tenho recebido nestes primeiros dias de 2013, percebo que é tempo de santificação, intimidade e compromisso com o Senhor.

Em um de meus dias de devocional, Deus me deu mais uma dessas Palavras.

Deus me falou sobre entrar em Seu repouso.

Deus nos prometeu como herança entrar em seu lugar de repouso.

"Porque até agora não entrastes no descanso e na herança que vos dá o SENHOR vosso Deus". (Deuteronômio 12:9)

Devido a incredulidade e desobediência muitos não entraram no repouso do Senhor e seus corpos caíram no deserto.

"Não endureçais os vossos corações, assim como na provocação e como no dia da tentação no deserto; Quando vossos pais me tentaram, me provaram, e viram a minha obra. Quarenta anos estive desgostado com esta geração, e disse: É um povo que erra de coração, e não tem conhecido os meus caminhos. A quem jurei na minha ira que não entrarão no meu repouso". (Salmos 95:8-11)

O repouso é um lugar de intimidade. Nosso lugar de repouso geralmente é a nossa casa, o nosso quarto. E nestes lugares nós não levamos qualquer pessoa, não é mesmo?

Nós nos relacionamos com várias pessoas em nossa vida, porém não temos intimidade com todas elas.

Você levaria uma pessoa mal educada, inconveniente,  que não segue nenhuma regra da boa convivência para usufruir com você de seu repouso?

Imagino que a resposta seja negativa, pois costumamos levar para a nossa intimidade pessoas que nos agradam.

Pois é, com Deus não é diferente.

Deus também não leva para Seu repouso pessoas cuja atitudes O desagradam. Ele não leva pessoas desobedientes, incrédulas.

Muitos até tem um relacionamento com Ele, mas superficial, não de intimidade.

"Porque nós, os que temos crido, entramos no repouso" (Hebreus 4:3a)

Se você verdadeiramente crê em Deus, você O obedece. E, com isto, está apto a desfrutar de Seu repouso, de Sua intimidade.

"Temamos, pois, que, porventura, deixada a promessa de entrar no seu repouso, pareça que algum de vós fica para trás". (Hebreus 4:1-2)

Então irmãos, que vivamos de forma que tenhamos intimidade com o Pai, para que não fiquemos para trás.

A Paz!

13 de set de 2012

Sobre ser ferido pelo irmão

Olá, queridos!

Hoje vamos falar a respeito de como eu, cristão, devo agir quando ferido por alguém.

Nós cristãos temos o dever de amar o próximo; o irmão em Cristo é também nosso próximo, logo, temos o dever de amá-lo.

Como o próprio Jesus em pessoa falou: amar ao próximo é o segundo mandamento e não há outro maior que este e o primeiro, que é amar a Deus.

Não se pode amar a Deus sem amar ao irmão. "Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu?" (1 João 4:20)

O verdadeiro amor está descrito em I Coríntios 13; este é o amor de Deus e o amor que devemos nutrir por nosso irmão.

O amor é sofredor, não busca seus interesses, não se irrita, não suspeita mal, tudo sofre, tudo suporta e etc.

Jesus também ensina-nos a perdoar sempre. E mesmo que não tenhamos feito nada a nosso irmão devemos procurar nos reconciliar com ele. ( Mateus 5:23-24; 18:21-22)

Se meu irmão me fere maldosa e propositadamente o que devo fazer?

Como cristão que sou não devo me sentir triste, chateado, ofendido e ultrajado. Devo suportar em amor, o amor que aprendemos em I Coríntios 13. A Bíblia também nos ensina que devemos amar nossos inimigos, bendizer os que nos maldizem, fazer bem aos que nos odeiam e orar pelos que nos maltratam e nos perseguem (Mateus 5:44).

Então este deve ser o comportamento de todo verdadeiro cristão; se não é assim deve-se buscar em Cristo que seja.

E quando ao me exortar meu irmão fere meu sentimento?

Para esta situação transcrevo aqui um trecho do texto de Luciano Subirá que acredito ter saído do coração de Deus, recomendo que leiam na íntegra, o título é Fira-me o justo:


“Fira-me o justo, será isto uma benignidade; e repreenda-me, isso será como óleo sobre a minha cabeça; não recuse a minha cabeça…” (Salmo 141.5)

Deus não quer ver seu povo doente e nem sofrendo, mas há uma espécie de ferida que produz cura, e essa deve ser praticada pelos cristãos.

Referia-se ao desconforto (e até mesmo dor) que é produzido pela repreensão.
E, apesar de se referir a algo aparentemente ruim, ele menciona as bênçãos provenientes desse ato: “e me será por benignidade; … será como óleo sobre a minha cabeça”. Todos precisamos ser ministrados através de outras pessoas, e isto envolve não apenas ouvir palavras amáveis de encorajamento, mas também, quando necessário, palavras firmes de repreensão e correção.

“Melhor é a repreensão aberta do que o amor encoberto. Fiéis são as feridas dum amigo, mas os beijos dum inimigo são enganosos.” (Provérbios 27.5,6) 

As Escrituras Sagradas declaram que a repreensão aberta (fruto de amor sincero de uma pessoa franca) é melhor que o amor encoberto (que não se manifesta por nunca ter coragem de falar a verdade). 

“O que repreende a um homem achará depois mais favor do que aquele que lisonjeia com a língua”. (Provérbios 28.23) 

A verdade deve ser dita. Pessoas que amam devem corrigir e repreender os seus amados. As feridas de amor (provocadas pela repreensão) são mais valiosas que os beijos da falsidade (do fingimento de quem não quer contrariar ninguém).

Pois é isto, irmãos!

Devemos nos esvaziar de todo sentimento ruim, de toda ira, de toda arrogância, de todo rancor, e carregar a nossa cruz.

Nos lembrar sempre que quando somos julgados pelo irmão, estamos sendo repreendidos pelo Senhor, para não sermos condenados (I Coríntios 11:32).

A Paz !