28 de mai de 2011

A parábola das bodas

Olá, queridos e amados em Cristo Jesus!

Hoje, quero dividir com vocês, o entendimento que tive sobre a parábola das bodas.

Pra mim, a parábola das bodas é a mais completa, que fala de tudo o que Deus tem feito por nós, e ainda fará. Fala do imenso amor dEle por nós, e de sua justiça.

"Então Jesus, tomando a palavra, tornou a falar-lhes em parábolas, dizendo:
O reino dos céus é semelhante a um certo rei que celebrou as bodas de seu filho;
E enviou os seus servos a chamar os convidados para as bodas, e estes não quiseram vir.
Depois, enviou outros servos, dizendo: Dizei aos convidados: Eis que tenho o meu jantar preparado, os meus bois e cevados já mortos, e tudo já pronto; vinde às bodas.
Eles, porém, não fazendo caso, foram, um para o seu campo, outro para o seu tráfico;
E os outros, apoderando-se dos servos, os ultrajaram e mataram.
E o rei, tendo notícia disto, encolerizou-se e, enviando os seus exércitos, destruiu aqueles homicidas, e incendiou a sua cidade.
Então diz aos servos: As bodas, na verdade, estão preparadas, mas os convidados não eram dignos.
Ide, pois, às saídas dos caminhos, e convidai para as bodas a todos os que encontrardes.
E os servos, saindo pelos caminhos, ajuntaram todos quantos encontraram, tanto maus como bons; e a festa nupcial foi cheia de convidados.
E o rei, entrando para ver os convidados, viu ali um homem que não estava trajado com veste de núpcias.
E disse-lhe: Amigo, como entraste aqui, não tendo veste nupcial? E ele emudeceu.
Disse, então, o rei aos servos: Amarrai-o de pés e mãos, levai-o, e lançai-o nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes.
Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos." (Mateus 22:1-14)

Vejamos a quem correspondem as personagens desta parábola:

O rei é Deus. O filho é Jesus. Bodas é festa de casamento (celebração e banquete). Seus servos são os profetas; e os convidados, a princípio são o povo escolhido (Israel, os judeus).

Porém, os convidados não quiseram ir à festa, o povo rejeitou o convite de Deus.

"Porventura esquece-se a virgem dos seus enfeites, ou a noiva dos seus adornos? Todavia o meu povo se esqueceu de mim por inumeráveis dias." (Jeremias 2:32)

Com isto, Deus enviou outros profetas a dizer que tudo do bom e melhor esperava este povo na celebração, que Ele tinha caprichado na festa e tudo mais.

Ainda assim os convidados, o povo de Deus, “nem thum” pro convite e pra tudo o que Deus tinha lá para eles; então uns foram cuidar de “suas vidas” – seus afazeres terrenos; outros ofenderam os servos-profetas, humilharam e até mataram.

E nós sabemos que muitos profetas sofreram e sofrem ainda em nossos dias, perseguições; são açoitados, apedrejados e mortos.

Pois bem...

Deus ficou cheio de Sua ira santa quando soube do acontecido; enviando Seu exército de anjos para destruir aquelas pessoas más. Foi assim em Sodoma e Gomorra, em Babel, no Dilúvio, até com a própria Jerusalém; e em vários outros momentos na Bíblia.

"Por estas coisas vem a ira de Deus [sobre os filhos da desobediência];" (Colossenses 3:6)

Então, Deus disse: “os convidados não eram dignos; ide e convidai a todos quanto encontrarem”.

Foi aí que Deus enviou João Batista, Jesus, Paulo e Seus demais servos, até os dias de hoje, a anunciar o reino de Deus. A partir de então, o banquete de Deus se estende tanto a judeus como a gentios, a todos aqueles que aceitarem o convite.

Só que tem um detalhe importante! É necessário mais que receber os servos de Deus e aceitar o convite; é preciso estar trajado com vestes nupciais, ou seja, estar trajado adequadamente para a ocasião; é indispensável estar preparado para o grande dia, trajando vestes de santificação e honra.

"Levanta os teus olhos ao redor, e olha; todos estes que se ajuntam vêm a ti; vivo eu, diz o SENHOR, que de todos estes te vestirás, como de um ornamento, e te cingirás deles como noiva." (Isaías 49:18)

"E veio a mim um dos sete anjos que tinham as sete taças cheias das últimas sete pragas, e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a esposa, a mulher do Cordeiro." (Apocalipse 21:9)

"Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra;" (1 Tessalonicenses 4:4)

Preparaivos! Porque o dia das bodas é também o dia da justiça de Deus, onde quem não estiver preparado será lançado nas trevas. Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos.

Eis que vem o Dia do SENHOR, dia cruel, com ira e ardente furor, para converter a terra em assolação, e dela destruir os pecadores. (Isaías 13:9)


Graça e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixa a impressão que domina seu espírito saltar de si.