17 de fev de 2010

Morte somente à homofobia!



Fisgada pela nota das sucessivas mortes de travestis no Maranhão, resolvi expor aqui meus pensamentos a respeito da homofobia.

A sexualidade de uma pessoa não deveria interessar tanto à sociedade.

O opção por homens ou mulheres é coisa muito particular. É o mesmo que gostar de altos ou baixos, gordos ou magros; é uma questão de preferência.

Ouço as pessoas perguntarem: ser homossexual é genético ou é decorrente de fatores sociais? Não, não, acho que o motivo é a criação da vovó? Ficar perguntando por que alguém é assim só leva à intolerância.

Apaguem os holofotes!

Aceitem as pessoas como elas são.

Não existem verdades absolutas, inequívocas ou transcendentais. Nada é objetivamente certo ou errado. O que é bom para mim, pode não ser bom para você.

É preciso escapar à tentação de julgar segundo nossas próprias preferências; de impor nosso próprio mundo, o qual temos como o correto.

Uso aqui a velha máxima: Tudo é relativo.

Busque saber de alguém sobre sua idoneidade moral, seu caráter; seu comportamento diante da sociedade. Suas obras, seus talentos, opiniões, seu legado. Isto sim, merece relevo.

Opção sexual é coisa pra ficar entre quatro paredes.

Nem o Direito ou a Moral; nem mesmo Deus nos permite tirar a vida de alguém. Todos temos direito à liberdade de disposição sexual do próprio corpo.

Chega de violência desmedida! A humanidade precisa é de tolerância, respeito recíproco e amor.

7 comentários:

  1. Marcia,
    Essa questão vem de tanto tempo.
    Parece que sempre temos histórias como esta manchando o currículo da Históri do mundo.

    A nós, resta punir os responsáveis e orar por clemencia e mansidão.

    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Cara Márcia, infelizmente a intolerância é um problema ainda muito sério e lamentável. Mais triste ainda é vincular esse tipo de prática homofóbica a questões religiosas - algo como dizer que ser assim é coisa do demônio. O atraso mental e moral é real e desanimador.

    ResponderExcluir
  3. ANA CRISTINA e NATAL MARQUES:

    Pois é, esta situação perdura há muito tempo mesmo.

    Vi uma noite dessas no History Channel, que no séculos XV, o homossexualismo era tido como crime contra Deus e punido com a morte; completo absurdo.

    Estamos no século XXI e continuamos num atraso mental e moral.

    É tão... tão... tão vergonhoso!

    ...

    Obrigada pela visita, abraços.

    ResponderExcluir
  4. Na realidade não existe o certo ou o errado, existe o ponto de vista de cada um.
    É assim como você disse: "O que é bom para mim, pode não ser bom para você". Perfeito!

    Não posso esquecer da principal função de ter feito esta visita....
    Tem um presente pra você lá em meu blog.
    Espero que goste do selo.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Querida Amiga

    para além das palavras e actos, outras formas existirão de agradecer
    a amizade:

    http://impressoesdigitais2.blogspot.com/2010/02/condecoracoes-estampilhas-e-outros.html

    com imensa admiração,
    um imenso abraço

    Leonardo B.

    ResponderExcluir
  6. Amigos Natália e Leonardo,

    Agradeço imensamente pela indicação dos selos e pelo bom acolhimento do conteúdo de meu blog.

    Porém em virtude da política de SEO que utilizo não participo da indicação de selos.

    Faço somente da forma como no post ora comentado, indicando link no próprio conteúdo.

    Volto a agradecer o carinho e peço desculpas por não continuar na indicação de selos.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Minha amada-blogueira-esposa-linda Marcia,

    Crente em Cristo Jesus, não compactuo com esta cultura hipócrita, idiota e machista.

    Tão reacionária quanto uma Ku Klux Klan, achar que a crença em Deus autoriza o fiel a discriminar o homossexual, foge a todo princípio bíblico.

    Temos de saber pesar nossas palavras como Igreja. De natureza Santa e Justa, de modo algum a aversão é um sentimento que encontra abrigo no coração de Deus.

    A Bíblia não deve ser lida de forma literal, mas sim levando-se em consideração o contexto histórico em que foi escrita. Passagens bíblicas isoladas e fora de contexto foram usadas para justificar o racismo e a submissão das mulheres, assim como hoje são usadas para atacar os homossexuais. Porém todos somos iguais perante Deus.

    A Palavra de Deus não é instrumento para infundir virtudes. É o meio para garantir o convívio pacífico em sociedade - e com Ele. Isto, sim, deve ser o nosso pensamento, busca e vivência.

    Na verdade, a não homofobia é uma questão que ultrapassa o campo religioso e a esfera da orientação sexual; é uma questão de cidadania. Todos têm direito à vida e ao direito de ter direitos.

    ResponderExcluir

Deixa a impressão que domina seu espírito saltar de si.